fbpx

Breve panorama da Indústria Moveleira em 2020

Com projeções de crescimento em torno de 20% no início de 2020 e fatores econômicos otimistas como a redução dos juros e da inflação, a projeção era de um ano próspero para indústria moveleira.

Até que veio a pandemia, e colocou a todos em um período de quarentena que fechou temporariamente muitos parques fabris, além de deixar o consumidor receoso com o futuro e muita insegurança para todos os setores. Embora de fundamental importância, o isolamento social pegou muitos empreendedores desprevenidos, impactando tanto no varejo quanto na produção, com muitas fábricas suspendendo suas operações ao menos parcialmente, principalmente nos primeiros meses de pandemia, entre março e maio. Com a Alumiconte não foi diferente, passamos por momentos complicados no início da pandemia, com a suspensão por completo de nossos setores produtivos, e setor administrativo aderindo ao regime home office.

O coronavírus trouxe muita insegurança e incertezas para todos os setores e desestabilizou o mercado, gerando uma dificuldade generalizada em toda cadeia produtiva. A suspensão das atividades fabris, seguida pelo aumento do dólar e uma retomada surpreendente da economia, fez com que as demandas aumentassem de forma desordenada, gerando baixa oferta de matéria-prima.

Contudo, essa retomada do mercado foi de extrema importância para a Alumiconte, pois possibilitou que voltássemos a todo vapor, desde a parte produtiva, chegando à necessidade de ampliação do nosso quadro de colaboradores. Diante deste cenário, o setor comercial, que sempre esteve junto ao cliente, procurou ter um contato ainda mais próximo, negociando prazos de entrega dos materiais e buscando soluções e alternativas para poder atendê-los com excelência no suprimento às suas necessidades.

Além disso, o forte trabalho de entidades setoriais na garantia de direitos e benefícios para as empresas, aliado a importantes medidas governamentais de proteção à produção nacional, tais como: medidas trabalhistas, crédito para o micro, pequeno e médio empresário, prorrogação de financiamentos e contratos de câmbios, redução e postergação de impostos e tributos, auxílio emergencial aos trabalhadores, entre outras, contribuiu para o momento positivo ao qual chegamos.

O que a pandemia trouxe como consequência para o setor moveleiro, e principalmente à Alumiconte como parte deste setor, foi sem dúvidas a valorização do relacionamento transparente e próximo com o cliente e intraequipe. Sempre enaltecemos muito essa parceria e neste momento difícil nos alegramos ao receber retornos positivos. O cliente sabe que pode contar conosco e que sempre estaremos dispostos a ajudá-los em todos os momentos. Acreditamos que são nesses momentos difíceis que nossas relações se fortalecem.

Muito embora a pandemia ainda não tenha terminado, certamente nos enxergamos mais aptos a superar obstáculos como esse, tendo sempre em mente valores como a solidez e o comprometimento que construímos ao longo desses mais de 30 anos de existência.

 

Por Roberta Almeida
Coordenadora de Vendas Extrusão

Receba notícias,
últimos lançamentos,e tudo sobre a
Alumiconte.